As cookies ajudam-nos a prestar os nossos serviços. Ao utilizar este site concorda com a utilização de cookies. Não armazenamos quaisquer dados pessoais. Saiba mais.

ComunicaçãoSocial / Notícias sobre produtos e serviços / A automatização é a chave para a segurança e a produtividade na exploração mineira

A automatização é a chave para a segurança e a produtividade na exploração mineira

2006-12-04

A indústria da exploração mineira continua a experimentar um crescimento nunca visto à medida que as necessidades globais de minerais e metais atingem níveis recorde. A automatização está a desempenhar um papel chave no processo de produção e a preparar o caminho para futuros empreendimentos de exploração mineira.

Rocket Boomer XE3
As operações de exploração mineira subterrânea com processos de produção excepcionalmente profundos, de acesso invulgarmente difícil ou extremamente perigosas são ambientes típicos que tornam a automatização e o equipamento de operação autónoma uma escolha óbvia.
 
Actualmente, as empresas de exploração mineira investem em equipamento automático como uma forma de aumentar a segurança, reduzir o trabalho manual repetitivo e aumentar a eficiência e a produtividade gerais.
 
Como um dos principais fornecedores mundiais, a Atlas Copco tem contribuído de forma significativa para o desenvolvimento de muita da tecnologia de automatização existente na indústria moderna de exploração mineira. Isto inclui tudo, desde sistemas computorizados de controlo e orientação em grandes plataformas de perfuração subterrânea e carregadores, até sistemas de controlo remoto e de navegação por furos via satélite em plataformas de rastos para utilização à superfície.
 
Com estas inovações pretende-se reduzir de forma consistente a exposição humana aos ambientes duros e aos perigos inerentes ao trabalho, melhorar as condições de trabalho de todo o pessoal que trabalha em exploração mineira, ao mesmo tempo que se aumenta a eficiência e a utilização do equipamento.
 
O LHD Scooptram ST14, que foi recentemente lançado, é um exemplo típico. Os veículos foram testados na mina Kristineberg, da Boliden, na Suécia, e na mina Stobie, da Inco, no Canadá. As unidades vendidas serão fornecidas a minas na Suécia, no Canadá, em Portugal, no Chile e na Rússia. O design deste novo carregador reduz o esforço físico do operador, ao aproveitar de melhor forma a potência disponível. O balde penetra nos detritos com maior facilidade e rapidez, ficando cheio de todas as vezes, o que, por sua vez, permite um aumento do número de cargas por turno.
 
Estes benefícios em termos de produtividade e segurança são resultado dos sistemas RCS (Rig Control System - sistema de controlo de plataformas) e ABC (Advanced Boom Control - controlo avançado da lança) da empresa, que estão instalados na maior parte das suas plataformas de produção subterrânea Rocket Boomer, Simba e Boltec. O sistema ABC oferece três modelos – ABC Basic, Regular ou Total – que correspondem a funcionamento manual, semi-automático e totalmente automático. Segundo Jörgen Appelgren, Director de I&D em Automatização da Atlas Copco, de momento é o sistema ABC Total que está em ascensão, oferecendo um início de perfuração preciso e ciclos de trabalho de perfuração e rebentamento mais rápidos. "Desenvolvimentos como estes destinam-se a manter um elevado nível de eficiência e os custos baixos, para que os mineiros possam enfrentar os futuros desafios desta indústria com confiança", afirma.
 
Tal como Casper Swart, Director de Linha de Produtos de Sistemas de Automatização da Atlas Copco, explica, "Dado que a maior parte da tonelagem no futuro será extraída utilizando equipamento mecanizado, a automatização faz todo o sentido. Mas mais importante ainda é o facto de ser cada vez mais difícil encontrar novas jazidas, e quando estas são encontradas a sua exploração costuma ser mais difícil e dispendiosa do que antes. Muitas vezes, as minas novas estão situadas em áreas remotas que não são as mais atractivas para se conseguir recrutar as pessoas com melhores qualificações. Para explorar essas jazidas de forma rentável, a automatização não será apenas uma opção - será, sim, a única opção."

Centro de excelência de Örebro

Quando as minas de Kiruna, propriedade da LKAB, no norte da Suécia, foram mecanizadas nos anos 80, houve um trabalho de cooperação estreita com a Atlas Copco, para desenvolver plataformas e sistemas de perfuração que pudessem ser controlados a partir de uma distância segura em relação à área de exploração. Actualmente, estas plataformas também funcionam no modo automático durante os turnos nocturnos, sem qualquer supervisão.
 
Hoje, Örebro, na região central da Suécia, é o centro de investigação e desenvolvimento da Atlas Copco nesta área. Örebro tem uma longa tradição de exploração mineira e foi aqui que a Atlas Copco desenvolveu o seu primeiro Rig Control System (RCS), em 1996. Desde então, tornou-se no padrão para aplicações móveis e a plataforma para todas as inovações subsequentes da empresa em termos de automatização.
 
A plataforma RCS e os módulos a si associados reduzem consideravelmente o desgaste a que o equipamento e o pessoal costumam estar sujeitos, ao tornar as operações mais rápidas, mais suaves e mais fáceis de gerir e manter. Além disso, muitas das comunicações para as plataformas actuais, e provenientes das mesmas, são feitas através da Internet, via satélite, ou por telefone, levando o planeamento da produção e a detecção de avarias para um nível superior.
 
Outros exemplos de progresso motivado pela automatização são os sistemas automáticos de mudança de brocas, sistemas automáticos de abertura de túneis e o Measure While Drilling, que é um sistema de registo de características dos estratos de rocha que usa a broca como sensor enquanto faz os furos. Os dados registados são depois transferidos para um PC para uma análise mais aprofundada, sendo possível fazer uma previsão da interpretação das características geológicas.
 
Casper Swart continua: "Actualmente, estamos a centrar cada vez mais a nossa atenção na utilização de tecnologia que permita previsualizar a realidade. Por exemplo, seria extremamente vantajoso mostrar ao operador do carregador qual o aspecto dos detritos antes de este começar a trabalhar com os mesmos, mostrar ao operador da perfuradora o aspecto da jazida antes de este configurar a plataforma, mostrar ao técnico de rebentamentos o aspecto do interior do furo antes de este o carregar com explosivos, etc."
 
Björn Rosengren, Vice-Presidente Executivo Sénior e responsável pela área de negócios Técnica de Construção e Exploração Mineira da Atlas Copco, resume o espírito da equipa de I&D de Örebro da seguinte forma: "Aprendemos que onde quer que se encontrem as actividades de exploração mineira e construção temos de nos esforçar constantemente para fazer melhoramentos e nunca devemos parar de tentar aumentar a eficiência para os nossos clientes."

Para mais informações, contacte:
Casper Swart, Director de Linha de Produtos - Automatização URE 
+46 (0)19 670 76 84 ou +46 (0)70 377 76 84
Hanna Håll, Profissional de Comunicações LHD e Sistemas de Automatização
+46 (0)19 670 74 42 ou +46 (0)732 70 62 85

A Atlas CopcoUnderground Rock Excavation é uma divisão que se insere na área de negócios Técnica de Construção e Exploração Mineira da Atlas Copco. Desenvolve, fabrica e comercializa uma vasta gama de equipamento de escavação subterrânea e exploração mineira para várias aplicações subterrâneas em todo o mundo. A divisão concentra-se fortemente no design inovador de produtos e sistemas de suporte pós-venda, o que proporciona mais valor ao cliente. A sede da divisão e o principal centro de produção estão localizados em Örebro, na Suécia.