Reduza o consumo de gás natural com a recuperação de calor

A Wernsing Feinkost precisa processar o calor 24 horas por dia. A empresa usa parte da quantidade necessária, 350 kW, utilizando o calor de compressão da estação de ar comprimido. Como? Com os compressores de parafuso ZR isentos de óleo da Atlas Copco equipados com sistema de recuperação de energia

Compressores de parafuso Soluções de recuperação de energia Alimentos e bebidas Compressores isentos de óleo Secadores de tambor rotativo Classe 0

A Wernsing Feinkost GmbH, em Addrup-Essen, produz alimentos para as indústrias de varejo e restaurantes. Muitas fábricas, principalmente as linhas de transporte e de embalagem, operam utilizando ar comprimido 24 horas por dia, porque elas normalmente funcionam em três turnos. Para Hartwig Sibbel, responsável pela Gestão Ambiental e Energética, estas foram condições ideais para considerar a recuperação de calor.

“O calor é gerado quando o ar é comprimido e os compressores são resfriados constantemente. Nós desejávamos utilizar esse calor em nossa casa de caldeira para pré-aquecer a água para gerar de vapor, porque lá podemos utilizá-lo como calor de processo durante o ano todo.”

Hartwig Sibbel, Gestão Ambiental e Energética da Wernsing Feinkost GmbH

Uma potência de calor de até 350 kW

Com base em uma medição precisa do consumo de ar comprimido, a Atlas Copco apresentou uma estação de ar comprimido com dois compressores de parafuso modelos ZR 250 VSD e ZR 160 resfriados a água e isentos de óleo, totalizando 410 kW de potência instalada.
O resfriamento de água e a recuperação de calor combinam-se perfeitamente, à medida que a água de resfriamento, com uma temperatura de até 90 °C, pode facilmente transferir a energia de compressão por meio de um trocador de calor para o circuito de aquecimento na casa da caldeira.
Como os dois compressores são utilizados quase à plena capacidade, uma potência de calor de até 350 kW está disponível, o que corresponde a 80 a 85% da potência elétrica de entrada. A energia recuperada reduz o consumo de gás natural da empresa de produtos alimentícios. Ao mesmo tempo, promove a proteção do clima, porque menos dióxido de carbono entra na atmosfera.
Hartwig Sibbel tem o prazer de comunicar que "o custo da recuperação de calor não é elevado". Os novos compressores foram instalados perto da casa de caldeira, o que significa que, basicamente, um trocador de calor foi suficiente.
Para aumentar, ainda mais, a eficiência da produção de ar comprimido, a Werning também instalou o sistema de controle e monitoramento de economia de energia ES.

Ar comprimido seco de alta qualidade

A Wernsing escolheu um produto da Atlas Copco para os seus periféricos. Os secadores de adsorção da série MD garantem que o ponto de orvalho sob pressão de -30 °C é sempre alcançado.
"Algumas linhas funcionam fora e em áreas refrigeradas", explicou o gerente de Meio Ambiente e Energia. "Isso torna o ponto de orvalho sob pressão ainda mais importante, pois a água não condensa no sistema de ar comprimido e não coloca as válvulas e cilindros em risco". Os secadores de tambor rotativo utilizam o ar comprimido quente para regenerar o dessecante e, portanto, não precisam de energia extra.

Alimentos seguros com ar isento de óleo

Para a Wernsing, também era essencial que o ar comprimido necessário fosse gerado apenas por compressores isentos de óleo: "Produzimos alimentos e queremos descartar qualquer possibilidade de contaminação com óleo". Ele pode ter certeza disto, já que os compressores ZR da Atlas Copco são todos certificados pela ISO 8573-1, Classe 0.