Nossas soluções
Ferramentas e Soluções Industriais
Soluções
Indústrias atendidas
Ferramentas e Soluções Industriais
Energia Portátil
Soluções
Produtos
Energia Portátil
Energy Storage Systems
Atlas Copco Rental
Soluções
Compressores
Soluções
Produtos
Compressores
Produtos e soluções
Soluções
Sistemas de armazenamento de energia

Rede de ar comprimido: 8 passos para garantir seu dimensionamento correto

Vai instalar uma rede de ar? Confira este passo a passo e garanta a eficiência do seu processo

dimensionamento-ar-comprimido

Passo 1

CALCULE A CAPACIDADE DE AR NECESSÁRIA

Conhecer a vazão, ou a quantidade de ar comprimido a ser consumido pela sua rede de ar, é o começo do trabalho. Afinal, uma estimativa muito baixa pode resultar em pressão inadequada no sistema, enquanto uma superestimativa vai representar um investimento excessivo, com baixa produtividade. Um cálculo preciso, feito em softwares adequados, garante o dimensionamento correto para a eficiência esperada.

Passo 2

IDENTIFIQUE A PRESSÃO DE TRABALHO REQUERIDA NOS EQUIPAMENTOS PNEUMÁTICOS

Sem a noção exata da pressão necessária para os seus equipamentos, você corre o risco de oferecer valores muito abaixo ou muito acima do adequado, afetando, assim, o bom funcionamento da sua rede de ar.

Passo 3

ESTABELEÇA UMA TOLERÂNCIA PARA VAZAMENTOS E PERDA DE CARGA

Um sistema corretamente projetado deve apresentar a menor quantidade de vazamentos possível e tender a ZERO, com uma perda de carga na rede principal de, no máximo, 0,1 bar.

Passo 4 

DEFINA A QUALIDADE DE AR NECESSÁRIA

Diferentes aplicações possuem diferentes necessidades de qualidade de ar comprimido. O ar para pintura, por exemplo, deve ser seco, isento de óleo e limpo. Já ferramentas pneumáticas, como cilindros, válvulas e bombas, possuem demandas de qualidade variadas. Você sabe qual é a pureza necessária para o ar comprimdo que a sua rede de ar vai distribuir? Com esse dado em mãos, seguimos para os próximos passos.

Passo 5

ESCOLHA O COMPRESSOR ADEQUADO À SUA DEMANDA

Com as necessidades de vazão, pressão e qualidade do ar definidas, é hora de escolher o compressor de ar. O tipo de equipamento (lubrificado ou isento de óleo), seu sistema de controle (carga/alívio ou velocidade variável) sua capacidade e pressão devem servir como base para a tomada de decisão. E não esqueça de levar em conta seu grau de eficiência energética, afinal o consumo de energia elétrica corresponde a  70% dos custos do processo de compressão.

Passo 6

ESCOLHA O TIPO DE MATERIAL DA SUA TUBULAÇÃO

O mercado disponibiliza, atualmente, opções de tubulações para rede de ar comprimido em plástico, aço, aço galvanizado, alumínio e aço inoxidável. Cada um deles possui características específicas, que devem ser levadas em conta para atender corretamente às suas demandas.

Passo 7

ESTABELEÇA O TRAÇADO DA SUA REDE DE AR

Para isso, identifique os pontos de consumo e os requisitos de cada um deles. A partir daí, vai ser possível definir o lay-out, que pode ser em circuito fechado ou em linha reta. Lembre-se de identificar também os pontos que requerem um ar com qualidade especial e que necessitam da instalação de acessórios para garantir essa pureza, como secadores e filtros, que você vê a seguir.

Passo 8 

IDENTIFIQUE OS ACESSÓRIOS NECESSÁRIOS PARA A SUA REDE

Filtros, secadores e a tubulação, que falamos acima, entram nessa lista. A escolha dos equipamentos certos é fundamental para garantir a qualidade do ar que você precisa e evitar problemas futuros.

A Atlas Copco desenvolveu tubulações em alumínio e aço inoxidável com tecnologias exclusivas para proporcionar a eficiência que a sua rede e ar necessita. 

Conheça nosso portifólio.

Quer uma ajuda especializada para realizar esse trabalho com excelência?

Solicite a análise completa dos nossos experts e garanta a eficiência das suas escolhas!

Serviços Indústria geral Indústrias Produtos Airnet