Nossas soluções
Atlas Copco Rental
Solutions
Frota para locação
Atlas Copco Rental
Acessórios
Frota para locação
Frota para locação
Compressores de ar isentos de óleo
Frota para locação
Compressores de ar isentos de óleo
Compressores de ar isentos de óleo
Compressores de ar lubrificados
Frota para locação
Compressores de ar lubrificados
Compressores de ar lubrificados
Geradores de Nitrogênio
Frota para locação
Geradores de Nitrogênio
Indústrias atendidas
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Atlas Copco Rental
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Compressores
Solutions
Produtos
Compressores
equipamentos de ar e gás de processo
Linha de soluções de tratamento de condensados industriais
Produtos
Linha de soluções de tratamento de condensados industriais
Linha de soluções de tratamento de condensados industriais
Linha de soluções de tratamento de condensados industriais
Linha de soluções de tratamento de condensados industriais
Manutenção e peças
Compressores
Maximização da eficiência
Manutenção e peças
Maximização da eficiência
Maximização da eficiência
Maximização da eficiência
Plano de manutenção
Serviços globais de pós-venda para as turbomáquinas
Manutenção e peças
Vacuum solutions

Como inspecionar suas juntas de fixação por perfuratriz de fluxo em cinco etapas

Ter um processo de fixação por perfuratriz de fluxo de alta qualidade é crucial para cada fabricante de automóveis. No entanto, a inspeção de juntas de fixação por perfuratriz de fluxo em uma linha de produção pode ser desafiadora. Aprenda com os nossos especialistas como executar uma verificação de qualidade das juntas em cinco etapas fáceis.

Produtos Ferramentas e Soluções Industriais Fixação por perfuratriz de fluxo Soluções de junta

Etapa 1: revestimento do fixador

Antes mesmo de começar a avaliar a junta completa, o primeiro passo deve ser sempre a inspeção visual geral do fixador. Para ser protegido contra corrosão, os fixadores são uniformemente revestidos em zinco-níquel ou floco de zinco. Quando uma grande superfície do revestimento é danificada, é possível um alto risco de corrosão.

Nossos especialistas recomendam:

Se você quiser proteger suas peças de corrosões indesejadas, certifique-se sempre de verificar os fixadores quanto a um revestimento uniforme antes de usá-los e verifique se os fixadores correspondem à descrição da peça na embalagem.

Etapa 2: posição da unidade de fixação

Verificar a posição final da cabeça do fixador é muito importante. A instalação incorreta afetará a resistência e a resistência à corrosão da junta. As peças que estão sendo montadas podem se deslocar durante o processo de junção se não forem devidamente protegidas, o que pode enfraquecer a integridade da instalação. É importante diferenciar pontos de processo de pontos estruturais, porque eles têm requisitos diferentes.

2.1 Ponto de processo

Os pontos de processo não têm propriedades relevantes para a estrutura e são usados apenas para estabilizar o local da junta. Eles geralmente aparecem em combinação com adesivos estruturais para garantir que a junta não se mova até que o adesivo esteja completamente curado.

A qualidade da junta dos pontos do processo estão OK quando:
• O fixador entra completamente até uma profundidade capaz de impedir o movimento da pilha de material.
• Há uma carga de fixação gerada pela junta usando um pré-furo na chapa superior.

A qualidade não está OK quando:
O fixador foi instalado em ângulo, deixando um pequeno espaço na parte inferior da cabeça do fixador em relação à superfície.


Quando não OK, nossos especialistas recomendam verificar...


… a velocidade de rotação no processo de formação de rosca
Se a velocidade de rotação for, por exemplo, muito baixa, o torque de laminação de rosca desejado é excedido e o controlador de processo falha na instalação. Isso resulta em uma junta não OK, não preenchida e incompleta.


… o torque no aperto final
Se o torque final é muito baixo, isso pode resultar em uma junta insegura com pouca ou nenhuma carga de fixação. Neste caso, ajuste os parâmetros de torque na última etapa do processo e garanta que a ferramenta aperte o fixador de acordo com a especificação correta.

2.2 Ponto de resistência

Um ponto estrutural tem propriedades de alta resistência, especialmente quando usado com adesivo estrutural que é uma junta híbrida. Numerosas variantes de pontos estruturais de fixação por perfuratriz de fluxo que podem ser encontradas em oficina de carroceria, especificamente na parte inferior da carroceria, seções frontais e de choque, e na linha do chassi.

Um ponto de resistência só está OK quando:
• A cabeça do fixador está assentada nivelada à superfície superior, em volta da cabeça do fixador até a superfície do material (sem espaços).

A qualidade não está OK quando:
• O fixador está removido, o qual é testado usando um torquímetro na cabeça do fixador.
• Quando existem espaços sob a cabeça do fixador.
• Apenas um lado da unidade do fixador suporta a superfície do material.

Quando não está OK, nossos especialistas recomendam verificar...

… o posicionamento do robô
Se a posição angular do robô não for absolutamente perpendicular (ou Normal) às superfícies que estão sendo unidas. o fixador pode entrar na montagem de forma incorreta e causar uma falha na junta. Isso resulta em uma instalação de fixadores que é mais fraca e abre um caminho de corrosão naquela junta. Ajuste o ângulo de aproximação do robô na superfície superior.

… a fixação das peças
Quando as peças da carroceria não são seguramente fixadas ou apoiadas durante o processo de fixação por perfuratriz de fluxo devido à alta carga axial aplicada, isso pode resultar em apoio unilateral.

… o encaixe dos componentes entre si
Peças sendo montadas precisam se encaixar bem sem espaços entre elas. O sistema irá pré-carregar as peças para mantê-las no lugar durante a fixação, mas as braçadeiras e suportes são necessários para impedir que se desloquem durante o processo.

… a velocidade de rotação no processo de formação de roscas
Quando a velocidade incorreta (RPM) é usada no eixo, a pilha de juntas pode resultar em espaços sob a cabeça do fixador. Isso ocorre porque os controles do sistema apresentam um torque de rosqueamento durante este estágio acima do esperado e interrompem o processo para proteger contra danos adicionais. Isso pode ser causado pela velocidade de rotação de instalação ser muito baixa para os materiais serem unidos (aço é mais lento, liga de alumínio é mais rápido).

… o torque no aperto final
Outra questão que resulta em uma junta não OK é não conseguir alcançar o torque final de assentamento. Se o torque resultante for muito alto, o fixador não pode ser apertado o suficiente na etapa final do processo e o fixador para no meio do caminho.

Etapa 3: Cobertura do pré-furo

Fixador cobrindo completamente o pré-furo

Fixador não cobrindo o pré-furo

A fixação por perfuratriz de fluxo é frequentemente usada porque o processo pode ser executado a partir de "um lado" da montagem e geralmente não requer um pré-furo no material da superfície superior. As exceções são pilhas muito grossas, peças fundidas ou combinações complexas de materiais misturados ou requisitos especiais de juntas, tais como condutividade térmica. Nestes casos, a indústria usa materiais com um pré-furo e a unidade de fixação preenche mais uma função: a proteção de pré-furo.

Juntas que não usam um pré-furo são muito menos propensas aos possíveis efeitos de corrosão. Quando um pré-furo é usado e quaisquer espaços estão presentes, existe a possibilidade de corrosão devido à entrada de umidade sob o cabeça do fixador e nas camadas da junta. É aqui que adesivos estruturais e selantes em juntas híbridas desempenham um papel importante.

Se o pré-furo não está completamente coberto, nossos especialistas recomendam verificar...

… o diâmetro correto de pré-furo está presente na chapa superior e, em seguida, que a programação do robô é colocar o fixador no centro do pré-furo (geralmente um pré-furo de 7 mm de diâmetro para um fixador M5).

Etapa 4: Espaço entre materiais

Uma junta perfeita é mais do que apenas uma unidade de fixação nivelada ou a cobertura de um pré-furo. A qualidade de uma junta também depende do ajuste das chapas de material entre si. Espaços dentro das camadas podem causar corrosão ou bolhas de ar, ruptura do adesivo e influenciar negativamente as propriedades de resistência.

Espaço entre as camadas de material

Nossos especialistas recomendam verificar...

… a espessura do material
Se a espessura do material exceder a tolerância, será preciso mais atrito para aquecer o material e o fixador não poderá passar pelo material tão facilmente para fornecer a resistência e a estanqueidade necessária.

… o torque na etapa final do processo
Às vezes é apenas um pequeno ajuste que pode ajudar a melhorar a qualidade da junta. Especialmente no projeto de vários materiais, os requisitos individuais das camadas de material único devem ser considerados ao programar os parâmetros que fazem parte do desenvolvimento inicial da junta.

… a velocidade de rotação ao perfurar o material
Quando a velocidade de rotação é muito alta na primeira etapa do processo, o material fica muito quente. Isso causa problemas quando o sistema empurra o material para a parte de trás e forma uma saliência para a próxima fase, igualmente pouca velocidade de rotação (RPM) pode demorar mais tempo e não criar calor suficiente para fluir corretamente as camadas do material.

Etapa 5: Movimento do fixador

Quando o processo passa em todas as etapas anteriores, é muito improvável que ele falhe, mas há uma última etapa de verificação antes de aprovar a junção. É a medição manual do aperto do fixador - ou, pelo menos, a verificação do teste de torque de "ruptura" feito manualmente. Se o fixador puder ser girado no sentido anti-horário, então algo deu errado no processo de junção e a junta não é validada e deve ser considerada defeituosa.

O movimento do fixador geralmente resulta em chapas ou peças soltas (quando não é usado adesivo)

Nossos especialistas recomendam verificar...

… o torque na etapa final do processo
Um possível erro é que o torque foi ajustado muito alto para o aperto final. A rosca desgasta e danifica a saliência. Isso também pode ocorrer quando o adesivo entra na junta inadvertidamente e lubrifica o processo de junção que pode causar sobretorque.

… se houver adesivo sob a unidade de fixação
Quando o adesivo é colocado diretamente sob o local de fixação, o atrito é reduzido e o fixador é frequentemente apertado demais. Isso resulta em um fixador solto. É muito menos comum em juntas sem pré-furo no material superior.

… a espessura do material e o tratamento térmico
Quando os materiais de produção são usados no processo de montagem, a espessura e dureza do material (resistência à tensão) podem às vezes variar, e o torque definido pode de repente ficar muito baixo.

Resumo

Estas cinco dicas são úteis para buscar melhorias que produzirão juntas confiáveis, mas as inspeções são apenas uma parte desse processo e o desenvolvimento da junta deve ser realizado em todas as juntas estruturais. Recomendamos sempre um desenvolvimento de processo baseado em engenharia, tanto na fase de projeto quanto antes do início da produção. Em nossos 16 centros de inovação em todo o mundo, garantimos que seu processo de junção seja viável, confiável e forneça os dados para apoiar suas metas de fabricação. Verifique o nossa página do Centro de Inovação e entre em contato conosco se quiser saber mais.

Mais informações sobre nossos produtos e serviços: