Compressores de ar: uma tecnologia antiga e complexa

Especialista da Atlas Copco explica em detalhes a história e o processo de compressão de ar

São Paulo, 27 de novembro de 2018 – Talvez você não saiba, mas o processo de compressão de ar é essencial para diversas atividades do nosso dia a dia e de diversos profissionais. Examine que os métodos de pintura a jato, tratamento de esgoto e odontológicos, ou até mesmo atividades simples, como encher um pneu, não seriam possíveis sem ar comprimido.


Na indústria metalúrgica, é utilizado no processamento de metais industriais preciosos. Na indústria alimentícia e de bebidas, seu uso é essencial para garantir a segurança de alguns produtos. A indústria farmacêutica exige o processo de compressão de ar para a secagem e embalagem de produtos. Isso sem contar as indústrias de eletrônicos, têxtil, automotiva, de papel e celulose, óleo e gás, e muitas outras.


O procedimento, apesar de muito útil, é complexo e pouco conhecido de leigos no assunto. Por isso, Marcelo Zoéga, gerente de produtos de Compressor Technique da Atlas Copco, empresa líder em soluções de sustentabilidade, explica como o ar atmosférico ganha pressão para atender atividades tão diversas.


Os métodos de compressão de ar são antigos, tendo registros que datam de até 4.500 anos a.C. - com forte relação com a descoberta humana do poder da impulsão de ar dos pulmões na produção de fogo. “Nesse período, os primeiros ferreiros, a partir da criação de foles de madeira e peles de animais, constataram que ar superaquecido poderia funcionar como facilitador no molde de trabalhos com cobre e ouro”, explica Zoéga.


Entre os séculos XVI e XVIII, com o desenvolvimento de alto-fornos, fez-se necessária a criação de métodos mais potentes de compressão. O engenheiro inglês John Smeaton desenvolveu então um “soprador de ar” movido a partir de um moinho de água – precursor dos compressores que conhecemos atualmente. “Se obtinha apenas 1,0 bar de pressão. Não demorou para essa aplicação se expandir e transformar a indústria. Nesse período, aperfeiçoamentos na metodologia de compressão e nos equipamentos foram amplamente desenvolvidos”.


No entanto, somente a partir do início do século XX, com o desenvolvimento da indústria automotiva e aeronáutica e a ascensão das fábricas, os compressores de ar ganharam o espaço que possuem atualmente. “Com o auxilio de ar comprimido, diversos dispositivos foram criados para possibilitar que fábricas montassem grandes e pesadas peças em velocidades jamais imaginadas no século anterior”, completa o gerente.


Para entendermos como se dá esse processo, é preciso ter em mente que nada seria possível sem um aparelho compressor. Esse pode ser dividido em duas principais categorias – compressores de deslocamento positivo e compressores dinâmicos.


Os compressores de deslocamento positivo sugam o ar da atmosfera para dentro do dispositivo aonde o ar é comprimido. “As moléculas contidas no ar são muito distantes umas das outras. Porém, com o processo de compressão, o espaço entre elas é diminuído. Essas moléculas, agora próximas umas das outras, aumentam a pressão no local”, esclarece Zoéga. “Após a compressão do ar, ele é expulso pela descarga do aparelho com maior pressão”.


No processo de compressão dinâmica, o dispositivo possui lâminas que giram em alta velocidade sugando o ar da atmosfera. “Devido à velocidade, o ar ganha muita pressão e sai por meio de um difusor. Toda energia cinética é transformada em pressão estática”, conclui Marcelo.


Atualmente, as empresas desenvolvedoras de compressores de ar estão em busca de melhorias no processo, com foco na redução do consumo de energia - o que proporciona redução dos custos operacionais e maior eficiência energética. “Uma vez que até 40% da conta de energia elétrica de uma indústria corresponde a ar comprimido, a Atlas Copco estabeleceu como meta própria reduzir em 20% o consumo de energia de seus clientes até 2020”.


SOBRE ATLAS COPCO

A Atlas Copco é uma fornecedora líder mundial de soluções de produtividade sustentável. O Grupo atende aos clientes por meio de seus inovadores compressores, soluções a vácuo, geradores, bombas, ferramentas elétricas e sistemas de montagem. A Atlas Copco desenvolve produtos e serviços focados em produtividade, eficiência energética, segurança e ergonomia. A empresa foi fundada em 1873 e tem sede em Estocolmo, na Suécia, com alcance global que abrange mais de 180 países. Em 2017, a Atlas Copco teve receita de € 9 bilhões, contando com aproximadamente 34 mil funcionários em todo o mundo. Saiba mais em www.atlascopcogroup.com.


SOBRE COMPRESSOR TECHNIQUE

A área de negócios Compressor Technique da Atlas Copco fornece compressores industriais, soluções de vácuo, compressores e expansores para gás e processos, equipamentos para tratamento de ar e gás, e sistemas de gerenciamento de ar. A área de negócios tem uma rede global de serviços e inova ao oferecer produtividade sustentável em indústrias de manufatura, petróleo e gás e de processos. As principais unidades de desenvolvimento e fabricação de produtos estão localizadas na Bélgica, Alemanha, Estados Unidos, China, Índia e Brasil.


INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Race Comunicação

(11) 2548-0720 / (11) 2894-5607

João Pedro Andrade

Maira Manesco

imprensa.atlascopco@agenciarace.com.br


Divisão de Compressores