O treinamento em simuladores da Atlas Copco se tornará global

16 de Abril de 2012

Mais e mais as empresas de mineração estão recorrendo aos simuladores de treinamento da Atlas Copco para otimizarem seus programas de treinamento em face a uma falta crescente de mão-de-obra qualificada. A BHP Billiton da Austrália Ocidental é uma empresa de mineração que adotou esse método com sucesso e está colhendo os benefícios.

Embora a indústria de mineração esteja passando por um período de forte crescimento e expansão, também enfrenta um dos seus maiores desafios futuros - uma grave escassez de operadores habilitados. Há muitas razões para isso, não apenas a necessidade de empregar um grande número de pessoas para novos projetos de mineração, parcialmente para atender à demanda de metais e minérios, mas também para compensar a perda de "mãos" experientes que logo irão se aposentar. Apenas Na Austrália, segundo um relatório, mais de 150.000 novas oportunidades de emprego terão de ser preenchidas até 2015. Nesse contexto, os operadores precisam ser treinados mais rapidamente, melhor e de forma mais econômica do que nunca - um fato que não escapou à BHP Billiton, que está entre as empresas que agora usam os simuladores de unidades de perfuração da Atlas Copco em conjunto com o programa de formação Master Driller.

“Temos diferentes níveis de experiência; alguns ainda não têm grande experiência em perfuração e outros apenas viram as alavancas das grandes carretas de perfuração. Acho que isso é uma grande exposição à tecnologia e posso ver como as habilidades dos perfuradores aumentou.”

Dan Rolston, Superintendente de Perfuração & Desmonte da Mina Yandi

Grandes mudanças à vista

Simulator training

A BHP Billiton está passando por uma troca de equipamentos importante nas suas minas de ferro, gradualmente mudando do equipamento dos empreiteiros para sua frota própria. Além disso, a empresa planeja iniciar duas novas minas, uma em 2012 e outra em 2013, associadas a um programa de longo alcance de padronização.

Existe uma grande variedade de unidades de perfuração nas seis lavras da empresa, mas espera-se que nos próximos anos toda a frota seja constituída por perfuratrizes para furos de desmonte Pit Viper 271 da Atlas Copco. Além da maior eficiência dessas perfuratrizes de passo único, a mina irá atingir o uso de peças, materiais de consumo e recursos humanos em comum. Mesmo antes de a primeira Pit Viper ter sido enviada para a primeira lavra, Mina Yandi, o treinamento já estava em curso em Perth utilizando um simulador e o programa Master Driller. Na sala de aula, conhecemos Dan Rolston, Superintendente de Perfuração & Desmonte na Mina Yandi que, apesar de muitos anos de experiência de perfuração, frequentou o curso junto com os perfuradores Ben Zeller, David Jack e Bill Thorpe. Rolston até usou uma perfuratriz Pit Viper no passado, mas ela não estava equipada com o Sistema de Controle da Perfuratriz (RCS, Rig Control System) da Atlas Copco. Ele disse: "Temos diferentes níveis de experiência; alguns ainda não têm grande experiência em perfuração e outros apenas viram as alavancas das grandes carretas de perfuração. Acho que isso é uma grande exposição à tecnologia e posso ver como as habilidades dos perfuradores aumentou."

Leia o artigo completo em Mineração & Construção on-line.

Mineração a céu aberto