Perfuração eficiente para aplicação de estacas

20 de Abril de 2017

Um novo píer

O porto de Leixões, em Portugal, precisava de um novo píer para dar conta de 100 iates, uma área de reparos e recepção e um terminal de passageiros. O trabalho de aplicação de estacas do novo píer fez surgirem alguns desafios difíceis para o projeto. A Atlas Copco apresentou o Symmetrix, um Sistema de Perfuração com Revestimento Simultâneo, como uma solução para o trabalho. O Symmetrix ofereceu vários recursos, incluindo alta produtividade, perfuração retilínea em formações difíceis e perfuração através de leito rochoso - recursos bem adequados para esse projeto.

A execução de um píer usando o sistema Symmetrix para instalar as estacas no nível do leito rochoso foi um grande desafio para o consórcio de empreiteiras. Para superar esses desafios, o sistema DTH de grande diâmetro Symmetrix funcionou como uma solução inovadora perfeita.

Aplicação de estacas no porto de Leixões

O novo píer, com comprimento total de 345 metros e várias larguras, de 18 metros a míseros 13 metros, exigiu 209 estacas perfuradas com padrão de 3 a 4 estacas por linha. Estacas com revestimentos de aço com diâmetro externo de 1.016mm foram instaladas, perfuradas no leito rochoso e preenchidas com a adição de reforço e concreto dentro do revestimento. Para construir a plataforma flutuante, 45 estacas adicionais foram perfuradas com revestimentos de diâmetros 610mm e 813mm que foi preenchido com agregado. A profundidade total das estacas variou de 33 a 41 metros através da água e do leito rochoso, como gneisse, granito, xisto e uma mistura de manto rochoso solto sobre o leito marinho irregular.

“O Symmetrix requer apenas uma barcaça, enquanto a aplicação de estacas convencional requer duas. Fazemos quatro estacas em um dia de 12 horas, em comparação com duas usando técnicas convencionais de aplicação de estacas.”

Mário Ferreira

Perna longa, uma barcaça enorme

Ao perfurar as estacas, o Empreiteiro usou uma barcaça de levantamento chamada "Perna Longa", que foi também o centro de atividade offshore. Ela foi equipada com um guindaste imenso e uma sonda de perfuração Berminghammer, uma cabeça de rotação BHD 40, um martelo DTH QL200S utilizado para operar o sistema Symmetrix com corrente de perfuração por circulação reversa e três compressores XRHS da Atlas Copco. Essa configuração tornou possível ter uma linha de 45 metros de passada única durante a aplicação de estacas, que o guindaste acomodou facilmente. Revestimentos de estacas foram equipados com um ring bit de sacrifício e uma sapata de revestimento no lado do cais, e teve as extremidades vedadas usando balões infláveis. Então, eles eram colocados para flutuar até Perna Longa, onde eram içados até o lugar usando os guinchos a bordo. O bit piloto Symmetrix de 1,016 mm de diâmetro e o martelo QL200S foram então baixados através do invólucro da pilha, que foi alinhado e posicionado pelo GPS. O Symmetrix requer apenas uma barcaça, enquanto a aplicação convencional de estacas requer duas. Isso reduz o tempo improdutivo, um fator muito importante ao perfurar a partir de uma barcaça, e que contribuiu grandemente para a produtividade alcançada.

Uso do Symmetrix para produtividade

A perfuração com o uso do sistema Symmetrix é especialmente usada para trabalhos de fundações que são necessários para a perfuração de cavidades de rocha com os revestimentos deixados no solo permanentemente. Esse sistema de perfuração passante tem a importante vantagem de não exigir a troca da coroa para perfurar a cavidade abaixo do revestimento. Para cada estaca, um ring bit e uma sapata do revestimento foram deixados no furo para obter alta produtividade. Em média, foram instaladas quatro estacas por turno de 12 horas. Para terminar o trabalho após a instalação das estacas, a plataforma da ponte foi construída com a instalação de elementos de concreto pré-moldados em cima das estacas. O projeto marítimo de Leixões foi terminado em agosto de 2011.

Cliente Companhia Portuguesa de Trabalhos Portuários, CPTP Desafio Perfurar abaixo das ondas para instalar as estacas da ponte. Produtos O sistema de aplicação de estacas era composto de um Birminghammer, cabeça de rotação BHD 40, um martelo DTH QL200S, um sistema Symmetrix com corrente de perfuração por circulação reversa e três compressores XRHS da Atlas Copco. Benefícios O uso do sistema de grande diâmetro Symmetrix no porto de Leixões permitiu: • Perfuração rápida através de solo não consolidado e fissurado até atingir o leito rochoso mais duro • Nenhuma troca de coroa para perfurar a cavidade abaixo do revestimento • Economia de tempo por permitir a instalação de quatro estacas por turno de 12 horas, em comparação com duas estacas usando métodos convencionais • Perfuração de um metro em doze minutos, em vez de sessenta minutos, em comparação com o uso de métodos convencionais • Uma barcaça, enquanto a aplicação convencional de estacas exige duas barcaças Conclusão A perfuração com o Symmetrix poupa seu tempo, reduz seu custo e faz um trabalho do qual você pode se orgulhar!