Vida útil mais longa com Powerbit em Garpenberg

Investimentos recentes fizeram da mina Garpenberg, da Boliden, uma das mais modernas e produtivas do mundo. Isso é um grande feito para a mais antiga mina em atividade da Suécia, cuja história remonta ao século 13.

“Obtenho aproximadamente a mesma taxa de penetração com Powerbit, mas uma vida útil muito mais longa.”

Mikael Waldén, Perfurador em Bergoch Byggteknik

A produção nessa complexa mina de minério será de 2,5 milhões de toneladas por ano, quando a capacidade total for atingida em 2016. O minério contém zinco, chumbo, cobre, prata e ouro. Aproximadamente metade da areia de rejeito é bombeada de volta para preencher a mina. A parte restante, aproximadamente 1 milhão de toneladas anualmente, é colocada no lago de rejeitos. A maior parte da água do lago é recirculada e usada novamente no processo de concentração de metal. O excesso de água é filtrado por uma estação de tratamento de água e a água limpa é levada a córregos vizinhos. A cada ano, a barragem precisa ser elevada em um metro. Para fazer isso, perfuração de superfície e detonação são feitos na vizinhança para fazer o material subir à parte de cima da barragem.
A rocha de média dureza e alta abrasividade de Garpenberg é um desafio real para os bits de perfuração. A vida útil normal é aproximadamente de 250 metros perfurados por bit. O teste do Powerbit foi realizado com Powerbits retrac, com botões Trubbnos de 12,0 ou 12,7 mm. Esses Powerbits foram comparados com os bits de botões semibalísticos normais de 12,0 mm. Os resultados do teste foram excelentes e acima das expectativas. A comparação entre os Powerbits com botão de 12,0 mm e os bits de referência indicaram que os Powerbits tiveram uma taxa de penetração ligeiramente melhor e vida útil muito maior. O que é ainda mais impressionante é que os Powerbits com botões HD (Heavy Duty, reforçados) de 12,7 mm aumentaram a vida útil em 75%, com pouca ou nenhuma perda da taxa de penetração.
No final do dia, o Powerbit entregou mais metros perfurados antes da primeira afiação, mais metros perfurados entre afiações e muitos metros mais no descarte do bit. "Obtenho aproximadamente a mesma taxa de penetração com Powerbit, mas uma vida útil muito mais longa." afirma Mikael Waldén, operador em Bergoch Byggteknik. Um fator chave de sucesso ao perfurar em rocha dura e abrasiva de Garpenberg, na Suécia, foi o uso de rebolos Trubbnos. Recriar a forma do botão Trubbnos em cada afiação resultou em afiação menos frequente e vida útil total muito maior do bit.


Dados e números

Diferentes Powerbits com botões Trubbnos versus bit de referência

Ferramentas de perfuração de rocha