A SmartROC com HNS (Sistema de Navegação de Furos) abre caminho

29 de Março de 2016

Todos os dias, as pedreiras de todo o mundo produzem milhões de toneladas de agregado para uma grande variedade de necessidades industriais através de perfuração, desmonte e britagem - mas nem sempre com os melhores resultados para os seus proprietários. No entanto, existe uma forma inteligente, fácil e rentável para fazer o trabalho.

Pedreiras são um negócio muito difícil nas melhores situações, mas torná-las rentáveis é ainda mais difícil. Isso ocorre porque existem vários parâmetros essenciais que devem funcionar juntos em harmonia, e isso não é uma tarefa fácil.

Mats Birkestål, Gerente de Produtos e especialista em pedreiras da divisão de Perfuração de Exploração e Superfície da Atlas Copco, explica: "A pedreira deve ser vista em termos de uma operação, não como uma série de operações individuais. O problema é que existem ainda muitas pedreiras que podem obter bons resultados em apenas uma ou talvez duas áreas e isso pressiona os resultados." O que é necessário, afirma Birkestål, é aplicar um conceito de custo total desde o planejamento, passando por toda a operação, até o produto final. Isso significa que a combinação de perfuração, desmonte, carregamento, transporte e britagem precisam ter melhor sincronismo para minimizar os erros e maximizar os resultados.

Por exemplo:

Fácil de navegar

O objetivo é atingir um processo eficiente, com funcionamento suave do início ao final, continua Birkestål, e sustenta que o segredo do sucesso reside na qualidade da perfuração. "Esse é o ponto crucial em que tudo precisa ser feito corretamente", afirma. "Se você fizer essa parte errado, será muito mais difícil fazer o resto certo."

“Se você fizer essa parte errado, será muito mais difícil fazer o resto certo.”

Mats Birkestål, Gerente Global de Produtos

A moderna tecnologia oferecida pelas unidades de perfuração atuais, como a SmartROC T45 da Atlas Copco, permite que mesmo o perfurador mais inexperiente "faça certo". Essa unidade de perfuração está repleta de dispositivos de alta tecnologia, como o Sistema de Navegação do Furo (HNS, Hole Navigation System), inclinação e embocamento automáticos e muito mais.

Um cenário típico de bancadas consiste em 75 furos em cinco linhas a serem perfuradas até uma profundidade de 15 m. Para cobrir essa área e remover efetivamente a quantidade estimada por vez (cerca de 31.000 toneladas de rocha), a Atlas Copco estima que uma unidade de perfuração convencional precisaria perfurar oito furos a mais do que o SmartROC T45.

A razão é que, com uma unidade de perfuração convencional, a carga e o espaçamento entre os furos precisa ser reduzida para compensar possíveis erros de posicionamento e ângulos incorretos, pois quaisquer furos que terminem muito afastados colocam em risco a eficácia do desmonte. Com o SmartROC T45, equipado com o Sistema de Navegação de Furo (HNS), a carreta de perfuração localiza automaticamente a posição de cada furo com máxima precisão e perfura-o na inclinação e profundidade corretas. Como resultado, o padrão não precisa de ajustes e é perfurado conforme planejado.

Existem economias possíveis

Em termos econômicos, as implicações desse nível de confiabilidade são incríveis. O custo de precisar perfurar oito furos, ou 120 metros de perfuração, a mais custaria cerca de USD 600, com base em um custo de perfuração médio normal de USD 5 por metro. Com 40 desmontes por ano, esse custo extra seria da ordem de USD 24.000 por ano, não incluindo o custo adicional de explosivos. Não apenas isso, o efeito de furos de perfuração mal posicionados que afeta todas as operações subsequentes é considerável.

Um caso típico em questão é a pedreira de calcário de Akselberg, na Noruega. Aqui, a proprietária, Brønnøy Kalk AS, conseguiu eficiência total durante a sua operação graças à sua abordagem holística ao planeamento, bem como uma meticulosa atenção a todos os pormenores no processo de produção. Leia o artigo completo em Mineração e Construção on-line.

2016 Relato de cliente Carretas de perfuração a céu aberto Pedreira