A SmartROC T45 perfurando em altitude na Itália

Uma visão da primeira unidade de perfuração SmartROC T45 da Atlas Copco operacional na Itália, trabalhando na pedreira Sibelco, em Robilante.

A Autoestrada nº 20 em Colle di Tenda é mais do que um mero deleite para os olhos e a alma. Encravada nessas montanhas austeras está a magnífica pedreira do Grupo Sibelco. Localizada a uma altitude de cerca de 1.300 m na comunidade de Robilante (Cuneo), a pedreira prospera em um quartzito sedimentar altamente compacto, originário do período permiano/triássico e metamorfoseado nas eras subsequentes. O processo de escavação começa com a essencial perfuração de investigação para descobrir a quantidade e, o mais importante, a qualidade do material. Como o quartzito é amplamente destinado à indústria de vidro, o teor de ferro do melhor e mais procurado quartzito não ultrapassa 0,125. A mineração é realizada por meio de perfuração e subsequente detonação. Isso ocorre em terraços descendentes. O material é então transportado para ser britado (primeiro com um britador de mandíbula e depois com um britador britadeira de maxilas e, em seguida, com um britador cônico) antes de ser enviado às máquinas a uma altura de 700 m, através de uma esteira transportadora. A esteira tem 2.200 m de comprimento (1.100 deles passa por túneis), com uma inclinação média de 28% e capacidade para transportar 1.000 t/h, economizando 1.000 kW de eletricidade.

“Esta máquina é uma revolução"

Mais abaixo, existe um terceiro processo de britagem, bem como esmerilhamento úmido, classificação em fluxo horizontal, filtração e secagem de determinados produtos. A novíssima SmartROC T45 da Atlas Copco, equipada com uma unidade perfuratriz COP 3060EX, é uma máquina de classe mundial que está na vanguarda de todo o processo de mineração em pedreiras. "Essa máquina é uma revolução”, de acordo com o pesquisador da Sibelco Massimo Isoardo. “Ela é usada para perfurar até uma profundidade de 15 a 19 m e um diâmetro de 4 polegadas, normalmente na direção vertical, usando tubos T51. Depois de alguns meses de trabalho na pedreira, o que tenho a dizer é que os dois parâmetros mais importantes, que são o consumo de combustível e a taxa de penetração, demonstraram totalmente o que fizemos a escolha certa". Estamos olhando no que há de melhor na colheita.

Economia de combustível surpreendente

“O produto SmartROC é o nosso futuro em termos de produção e baixo consumo de combustível", acrescenta Vincenzo Morabito, Gerente de Vendas da Área para Piedmont, Liguria, Valle d’Aosta e Lombardy para a divisão de Engenharia Civil, pedreiras e Mineração da Atlas Copco. "Essa máquina usa 20 l/h em comparação com 30 l/h nas máquinas com o design anterior. Quando se considera que a máquina é utilizada durante aproximadamente 1.000 horas por ano, a economia é surpreendente". A nova SmartROC T45 é utilizada para processar material muito difícil que é altamente quebradiço e abrasivo.

Consequentemente, a máquina deverá possuir elevada vazão de ar e os tubos devem ter resistência à tração significativa. Por esse motivo, a tradicional COP 1840, que é normalmente encontrada nas pedreiras italianas, foi substituída neste caso pela nova COP 3060EX, que consegue perfurar furos maiores. A máquina também é provida de Lógica COP, que controla a perfuratriz e faz ajustes de acordo com as condições geológicas. A carreta de perfuração também está equipada com um sistema hidráulico inteligente que envia óleo apenas para onde for necessário, em vez de enviá-lo para todo o sistema, o tempo todo.

Resumo da SmartROC T45

O compressor da unidade de perfuração SmartROC T45 funciona em rotação automática. Isso significa que ela requer menos energia, em comparação com os modelos anteriores. A unidade de perfuração tem uma cabine espaçosa e ergonômica, adaptada ao operador, com dois joysticks multifuncionais. Todos os instrumentos estão localizados dentro do alcance do braço, permitindo que o operador controle a perfuração e os instrumentos ao mesmo tempo. Uma máquina equipada com todos os opcionais também utiliza uma névoa de água para compactar o material no furo, a fim de evitar o desabamento dos furos. O produto mais recente da Atlas Copco é a forma como ela garante cobertura máxima, mesmo durante a manutenção. Isso é obtido por meio de quatro técnicos trabalhando em toda a Itália e com o apoio de uma rede de oficinas autorizadas para fazer as operações de manutenção de rotina, todos devidamente treinados na matriz.

Revista PERFORARE n° 02/2016