O SpeedCut aumenta a produtividade para especialistas em rochas ornamentais nos EUA

14 de Janeiro de 2015

Um especialista em rochas ornamentais dos EUA aumentou a sua produtividade em até 40 por cento depois mudar do método de perfuração e desmonte para corte com fio de diamante para a Atlas Copco SpeedCut.

Valders Stone & Marble Inc., de Wisconsin, recentemente decidiu mudar o seu método de produção de perfuração e desmonte para corte dom fio de diamante. O resultado é um aumento de 40% de produtividade e custos mais baixos para o especialista em rochas ornamentais. A pedreira, localizada na pequena comunidade de Valders, agora usa uma máquina de corte de fio de diamante SpeedCut, em conjunto com uma unidade de perfuração de fundo do furo SpeedROC D30 para abrir furos de 89 mm para o fio de diamante, ambos fornecidos pela Atlas Copco.

“Estávamos detonando 800 pés (244 m) em detonações de 450 furos. Explosivos, perfuração e mão de obra para uma detonação como essa custa em torno de dezenas de milhares de dólares. A mão de obra ainda é aproximadamente a mesma, mas economizamos em explosivos agora, o que representa cerca de um a dois terços do custo de cada detonação.”

John Schnell, Vice-Presidente de Operações da Valders Stone & Marble

Cortando para economizar

A troca que fez diferença: à esquerda, John Schnell, Vice-presidente de Operações da Valders Stone & Marble, com Dave Wirtz, Presidente da Eden Stone Company.

Além da economia em explosivos, a pedreira reduziu o refugo em até 50%. Schnell explica: "Temos algumas das pedreiras de calcário mais desejadas do país, mas também temos muitas costuras. O corte otimiza o que temos, pela prevenção de farturas excessivas." O corte suave das faces também significa que há menos perda de rochas para as equipes de acabamento cortarem. Para começar um cortem m furo horizontal de 20 m de comprimento é perfurado na base. Esse furo, então, é interceptado por cima com um furo vertical perfurado grosseiramente a 6 m de profundidade. O fio de diamante é passado por esses furos, separando a parte posterior do bloco da formação rochosa. No início do corte, 50 m de fio são passados pelos volantes da serra e conectados para formar um laço. Lajes de 2,5 m de largura são fatiadas e retiradas do bloco e cada laje requer um furo horizontal perfurado na base. À medida que a serra corta, Merchant mantém a tensão usando um controle remoto para afastar a máquina em seus trilhos. Quando a serra atinge o fim da trilha, o operador tira 10 m de fio do laço. Dessa forma, a SpeedCut trabalha à taxa de 11 a 18 m2 por hora, levando cerca de cinco horas para cortar 92 m2. A pedreira Valders é de propriedade da Eden Stone Company. Peter Roehrig, Vice-presidente de Vendas, diz que a rocha do poço de Valders é calcário dolomítico ASTM Tipo III e que a rocha cortada pesa 167 libras (73 kg) por pé cúbico. O calcário de Valders está sendo requisitado para uso em edifícios e monumentos em todo o mundo devido às suas altas características de intemperismo. A resistência à compressão, normalmente, é cerca de 240 MPa (35.000 psi), até 10 vezes mais forte que concreto. O principal mercado da rocha de Valders é o Centro-oeste dos EUA. A pedreira também recebeu pedidos para projetos arquitetônicos do Japão e Paraguai.

“No geral, o trabalho é muito mais fácil do que antes e, claro, que a serra não faz nenhum pó, por passarmos água na linha dentro da rocha.”

Chad Marchant , Operador da Eden Stone Company

2015 Equipamento para o segmento de rochas ornamentais Dimension stone Relato de cliente Indústria de rochas ornamentais