A Atlas Copco lança o 6º Sentido - o caminho digital para o valor total da integração de sistemas em exploração mineira, pedreiras e perfuração de túneis.

4 de Outubro de 2017

A automação e a digitalização são o futuro da indústria de mineração, mas a automação não se trata apenas de máquinas controladas remotamente. A Atlas Copco oferece produtos conectados inteligentes e, com o novo conceito do 6º Sentido, dá um salto ao conectar todos os sistemas. "Estamos, agora, dando um grande passo no caminho digital rumo à integração de sistemas em mineração, pedreiras e perfuração de túneis. Com o 6th Sense, é possível melhorar sua operação de uma maneira completamente nova", declara Olav Kvist, vice-presidente de Tecnologia de mineração.

Imagine a operação total funcionando em perfeita harmonia, com todos os sistemas conectados. Como um gigantesco cardume de peixes, comunicando e compartilhando todas as informações necessárias entre si, movendo-se sem colidir, sincronizado como um único organismo. O 6º Sentido torna isso possível.

Mais segurança, previsibilidade e produtividade “O 6º Sentido, explica Olavo Kvist, trata-se de interoperabilidade, análise avançada de dados e um processo de trabalho no qual ajudamos nossos clientes a tomar as medidas corretas para melhorar suas operações. Cada pequeno passo resulta em claros benefícios do 6º Sentido: mais segurança, previsibilidade e produtividade.” Trabalho em equipe Com o 6º Sentido, a Atlas Copco integra equipamentos, serviços e automação com sistemas avançados de análise e gerenciamento. Para que isso seja possível, a Atlas Copco está investindo internamente e fechando parcerias externamente. Kvist continua: “Nós não estamos sozinhos nisso. Estamos desenvolvendo colaborações e parcerias-chave com várias empresas com excelência em desempenho e capacidades.”

Hoje, a Atlas Copco deseja anunciar parcerias e colaborações com a Mobilaris MCE, Dassault Systèmes e IBM. Com essa visão de sistema ecológico sobre a automação, a Atlas Copco continuará sendo uma parceira de longo prazo para seus clientes em sua jornada para proporcionar mais segurança, previsibilidade e produtividade.

Caminho digital do 6º Sentido Os clientes estão, atualmente, em diferentes níveis de produtividade e buscando, continuamente, novas formas de melhorar suas operações. É aí que a Atlas Copco, com seu caminho digital do 6º Sentido, torna-se uma facilitadora-chave para atender às necessidades específicas do cliente. Joe Farrugia, vice-presidente de Operações globais de tecnologia, explica: “O principal é que a maioria possa avançar significativamente em suas frotas existentes.” O 6º sentido pode ser definido em quatro níveis: função da máquina, autonomia da máquina, autonomia do processo e integração do sistema. Em suma, os níveis podem ser descritos da seguinte forma. Função da máquina O primeiro nível, função da máquina, é a assistência prestada ao operador por meio de funções automatizadas da máquina. Os sistemas de monitoramento proporcionam fácil acesso e coleta de dados, ao passo que os sistemas de controle proporcionam funcionalidade de assistência ao operador, aumentando o valor da máquina em utilização. Autonomia da máquina O segundo nível, autonomia da máquina, é a automação de uma máquina e de um controle remoto completos de uma ou várias máquinas ao mesmo tempo. Você otimiza a capacidade total de seu equipamento ao não ter de se ajustar aos horários normais da equipe. Além dessa operação autônoma, a máquina é executada de forma consistente em suas especificações, aumentando a vida útil e reduzindo o desgaste da utilização manual. Autonomia de um processo completo O terceiro nível, autonomia do processo, é quando as máquinas começam a se conectar de uma perspectiva de trabalho. Essa é a autonomia de um processo completo com uma máquina de comunicação da frota mista para a máquina, com posicionamento em tempo real integrado aos sistemas de planejamento e de apoio à decisão, como a interoperabilidade completa em um processo de ciclo de perfuração e detonação. Inoperabilidade de todos os sistemas O último e superior nível, integração de sistemas, é uma integração completa de processos e sistemas em toda a cadeia de valor. Isso inclui análises avançadas, gerenciamento de tráfego, gerenciamento total de ativos e todo o gerenciamento de operações.


Para obter mais informações, entre em contato com


Comunicado de imprensa Automação Notícias