Nossas soluções
Ferramentas e Soluções Industriais
Soluções
Indústrias atendidas
Ferramentas e Soluções Industriais
Produtos
Ferramentas e Soluções Industriais
Power Technique
Soluções
Produtos
Power Technique
Sistemas de armazenamento de energia
Specialty Rental Solutions
Soluções
Compressores
Soluções
Produtos
Compressores
Produtos e soluções
Soluções
Bombas de vácuo com vedação a óleo
Perfuratrizes
Produtos e soluções
Frota para locação
Sistemas de armazenamento de energia

Vapor na indústria de alimentos: como eliminar pontos críticos na certificação HACCP

Os principais mercados internacionais exigem a declaração de conformidade HACCP, sigla para Hazard Analysis and Critical Control Point (Análise de Perigos e Controle de Pontos Críticos. Para obtê-la e mantê-la, o vapor utilizado no processamento pode ser ou não uma fonte de constante preocupação e manutenção. 

O comércio global de alimentos foi um dos menos afetados pela pandemia e se apresenta com um dos importantes pilares para a recuperação da economia mundial.

Os dados apresentados pelo Monitor de Segurança Alimentar para as Américas, publicação do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), demonstra claramente a resiliência da produção agroalimentar.

Enquanto a queda da atividade devido à Covid-19 reduziu os volumes de comércio internacional em torno de 21% em termos gerais, no comércio de produtos alimentícios a queda foi de apenas 5%, sendo que em determinados países e regiões, houve registros de crescimento.

Uma ótima notícia para todos, na medida em que o início da pandemia trouxe receios quanto ao abastecimento alimentar em todo o mundo. Para a indústria de alimentos, ainda melhor, esta informação demonstra claras oportunidades de crescimento.

Os principais mercados internacionais, entretanto, exigem a declaração de conformidade HACCP, sigla para Hazard Analysis and Critical Control Point (Análise de Perigos e Controle de Pontos Críticos. Para obtê-la e mantê-la, o vapor utilizado no processamento pode ser ou não uma fonte de constante preocupação e manutenção. Depende do tipo utilizado.

Vapor culinário versus vapor puro

Existem duas categorias de vapor que podem entrar em contato com alimentos, o puro e o culinário. 

O vapor culinário, também é conhecido por vapor filtrado, e amplamente usado em aplicações onde o alimento é aquecido por injeção direta de vapor. Ele exige filtros fabricados em aço inox para evitar a passagem de contaminantes e com capacidade para reter partículas maiores que cinco mícrons de tamanho pelo menos. No entanto, isso não elimina completamente o risco de contaminação por resíduos químicos. 

Além disso, o meio filtrante precisa ser frequentemente limpo ou substituído, além do que, como acontece com todo filtro, sua performance não consegue ser constante, variando em função de flutuações de temperatura, umidade e pressão ambiente. Ou seja, para garantir a conformidade HACCP, é preciso além de manutenção frequente, o monitoramento constante.

A alternativa de utilizar o vapor puro elimina a necessidade de filtros e um importante ponto de falha. Entretanto, o custo de aquisição de sistemas de geração de vapor puro é o principal desafio em sua implantação. Mesmo considerando que seu Custo Total de Propriedade (ou TCO) possa não ser tão distinto, na medida em que o sistema de vapor culinário agrega muito mais horas de mão de obra e insumos ao longo do tempo, ainda assim, o vapor puro exige um aporte de capital maior para ser implementado. 

Alternativa ao custo total de propriedade, a usabilidade

Boiler at food and beverage company in Brazil

A locação é a opção que muda a equação de TCO e custo/benefício. O contrato de locação permite incluir todo o projeto, instalação e o mais importante, operação e monitoramento. Na prática a indústria pode contratar um resultado, ao invés do equipamento. Os KPIs acordados para garantir a conformidade do vapor com a HACCP, passam a ser responsabilidade contratual do fornecedor. Na eventualidade da performance do equipamento cair, ele simplesmente é trocado por outro, de última geração, no escopo do contrato, que pode ser de longo prazo. Isso retira permanentemente esta preocupação dos gestores da indústria.
O modelo de contrato de locação de caldeiras de vapor da Atlas Copco Rental é customizado e pode incluir todos os acessórios especificamente necessários para cada configuração de planta industrial. As caldeiras são modulares, com sistemas plug & play integrados em contêineres padrão de 20 pés. Isto permite adicionar ou retirar capacidade de modo simples e rápido, acompanhando eventuais flutuações de demanda e sazonalidades. Cada módulo também é facilmente substituível em função da necessidade de manutenções. 
Os módulos de geração de vapor da Atlas Copco Rental possuem tanques de água inox vedados e bombas dosadoras que garantem um tratamento preciso e confiável da água.

Soluções Totais Alimentos e bebidas Vapor

Vapor na indústria de alimentos: como eliminar pontos críticos na certificação HACCP

explainer icon