Montagem inteligente economiza energia

Embora o fabricante baseado em Sarre tenha tido, por muitos anos, experiências positivas usando ferramentas pneumáticas na montagem de suas frigideiras e panelas de alta qualidade, ele migrou para as parafusadeiras elétricas. Na Norbert Woll GmbH, as manoplas e empunhaduras são aparafusadas de maneira mais precisa, silenciosa e econômica com estas parafusadeiras elétricas do que com as antigas ferramentas pneumáticas.

19 de Abril de 2019

A Norbert Woll GmbH produz frigideiras e panelas em sua sede em Saarbrücken desde 1979. Nos últimos anos, a demanda aumentou consideravelmente para a familiar empresa de Sarre. "O boom internacional dos programas de culinária que passam na TV continuam e a nossa presença nas compras de TV e on-line tem contribuído para o sucesso de nossos produtos de primeira linha", relatou o gerente comercial, Sascha Kappelmeier. A fabricação em Saarbrücken está no limite graças à produção cada vez maior. "Por esse motivo, construímos uma fábrica completamente nova em Saarwellingen, a cerca de 30 quilômetros de distância". O novo local é especializado na produção de panelas profissionais de alumínio fundido, abrangendo todas as etapas de produção, da fundição e revestimento, processamento da base e montagem, até a embalagem. A linha foi projetada com foco em processos curtos e um alto grau de eficiência energética.

"Feito na Alemanha"

"Tomamos uma decisão consciente de não nos mudarmos para uma economia de baixos salários, mas sim de buscar benefícios de redução de custos por meio de uma produção mais eficiente", explicou Sascha Kappelmeier. Ele está conduzindo as medidas de redução no consumo de ar comprimido, por exemplo. Embora durante décadas a empresa tenha obtido bons resultados na montagem de alças de frigideiras e panelas usando parafusadeiras pneumáticas, com os números de pedidos chegando a quase um milhão de panelas por ano, esse método de montagem faz uma diferença considerável, principalmente financeiramente. "Como meio de condução, o ar é relativamente caro", explicou o empresário, "e em nossa nova fábrica, pretendíamos usar métodos de produção com um consumo de energia muito menor. Por isso, perguntamos ao nosso fornecedor de ferramentas Indruba sobre as alternativas à tecnologia que usávamos anteriormente." Para surpresa de Kappelmeier, a equipe da Indruba reuniu um pacote completo de soluções. Prometia não apenas uma redução drástica no consumo de energia; foi convincente também por causa da melhor ergonomia e precisão na montagem proporcionada pelo novo equipamento.

Métodos de trabalho mais fáceis

A ligação entre a panela e a alça deve ser confiável. É uma característica de qualidade fundamental para a fábrica de Sarre. "Usamos um bocal de aço fundido especial com rosca na base da alça e parafusos de aço inoxidável M5 com fendas estendidas para garantir a tração perfeita durante a união". Inicialmente, Woll aparentemente considerou um sistema totalmente automático para parafusar as alças, mas isso não pôde ser implementado devido aos custos extremamente altos e à extensa variedade de produtos. Em contraste, o flexível equipamento da Atlas Copco, recomendado pela Indruba, trabalhou imediatamente com as muitas variedades de modelos de panelas Woll. Em vez de uma rede de ar comprimido, exige apenas uma tomada de 230 V, e atende a todos os requisitos de montagem com apenas três componentes. Uma parafusadeira eletrônica EBL é fixada em um braço de torque, que, através da combinação com um Balancim RIL, fica suspensa quase sem peso. Se o operador alcançar a parafusadeira, ele pode guiar a ferramenta com precisão até o local do parafuso sem qualquer resistência disruptiva. O motor de partida de encosto integrado à parafusadeira de baixa tensão EBL inicia automaticamente o ciclo de aparafusamento. Todo o torque reativo é absorvido pelo braço de torque SML, sem sobrecarregar o operador. "Não há comparação com as antigas ferramentas de ar comprimido portáteis. Com elas o pulso formigava no fim do dia de trabalho, e era muito mais alto também", relataram os funcionários. Juntamente com a melhor ergonomia, Sascha Bauer também elogiou a precisão de repetição das quatro ferramentas EBL usadas nesta estação.

“ Não tivemos nenhum tempo de inatividade não planejado desde que foram colocadas em operação, após dois bons milhões de ciclos de aparafusamento. Nossa experiência de operação foi totalmente positiva. ”

Sascha Kappelmeier , Gerente Comercial

"Em comparação com as parafusadeiras de ar comprimido, economizamos aproximadamente 80% em eletricidade."
Amostras aleatórias provariam que, graças à embreagem de corte de precisão de torque, as ligações aparafusadas em Woll também são ainda mais precisas do que com as antigas ferramentas de ar comprimido, que já eram boas. As EBLs já provaram sua estabilidade, com uma força de 1 a 5,5 Nm e uma velocidade de 600 rpm, e motores sem escova de baixo desgaste. "Não tivemos nenhum tempo de inatividade não planejado desde que foram colocadas em operação, após dois milhões de ciclos de aparafusamento", disse Kappelmeier. "E para cada parafusadeira, foram adicionados 2500 processos de aperto por turno". O uso da EBL simplesmente compensa a empresa, concluiu um satisfeito Sascha Kappelmeier: "Nossa experiência de operação foi totalmente positiva". É por isso que, em junho, as estações de trabalho de montagem na sede da fábrica em Saarbrücken também migraram para essas silenciosas e confiáveis parafusadeiras de baixa tensão da Atlas Copco Tools.