Nossas soluções
Ferramentas e Soluções Industriais
Soluções
Indústrias atendidas
Ferramentas e Soluções Industriais
Energia Portátil
Soluções
Produtos
Energia Portátil
Energy Storage Systems
Atlas Copco Rental
Soluções
Compressores
Soluções
Produtos
Compressores
Produtos e soluções
Soluções
Sistemas de armazenamento de energia

Fabricação de pneus: por que utilizar um gerador de nitrogênio para moldagem?

Associado a um booster de pressão, o gerador pode reduzir o custo do metro cúbico do gás em até 90% e garantir 100% de disponibilidade

fabricação de pneus

A técnica de moldagem por injeção é amplamente utilizada na fabricação de pneus e consiste basicamente em injetar a borracha derretida em uma câmara com um certo formato, o molde. 

Também conhecida como GAIM, a moldagem por Injeção Assistida à Gás é uma variação deste processo que requer a injeção de gás inerte pressurizado no interior do molde. A pressão gerada pelo gás força o pneu a assumir o formato do molde e empurra o ar, que sai pelas diversas camadas do pneu, garantindo melhor acabamento do produto.

Nesse sistema, a força de aperto necessária para fechar o molde cai significativamente, o que reduz o estresse no maquinário e o estresse residual no produto final. 

E é justamente esse fator que  faz da GAIM o processo mais indicado para a fabricação de pneus grandes que requerem alta qualidade.

Porque utilizamos gás nitrogênio em Moldagem por Injeção Assistida à Gás?

O processo de moldagem causa fricção dentro da borracha, de modo que certas áreas acumulam temperaturas muito altas e se degradam.

A queima dessas partes degradadas de borracha pode ser evitada removendo o oxigênio presente com um gás inerte. Esse gás também previne a degradação e queima do produto final, além de facilitar o estágio de resfriamento.

Dióxido de carbono e nitrogênio são dois tipos de gases inertes largamente utilizados em processos GAIM. A capacidade de aquecimento do CO2 é maior, o que ajuda na fase de resfriamento, mas o gás N2 é mais facilmente adquirido e muito mais econômico do que o gás CO2.

Qual é a forma mais econômica de obter o gás nitrogênio para a fabricação de pneus?

Ao adquirir cilindros de gás nitrogênio em alta pressão (entre 300 e 400bar), uma empresa de fabricação de pneus precisa lidar com os riscos do armazenamento inseguro, o alto custo do metro cúbico e o elevado índice de purga.

Uma das formas mais eficazes de se eliminar esses problemas é produzir o gás nitrogênio dentro da própria unidade industrial, utilizando um gerador e um booster, tecnologia avançada de compressão capaz de elevar o nitrogênio até uma ampla faixa de pressão e vazões.

A principal vantagem: redução de até 90% no valor do metro cúbico de nitrogênio!

Para produzir nitrogênio na sua fábrica, você só precisa de um gerador integrado ao sistema de ar comprimido. Ele utilizará o próprio ar do ambiente e fará a separação das moléculas de oxigênio, nitrogênio e outros gases, isolando apenas o nitrogênio.

Por que o metro cúbico fica tão mais barato?

Com esse sistema, o único custo de produção será a energia elétrica consumida pelos compressores e boosters. O consumo do gerador de nitrogênio é praticamente irrelevante!

Além disso, recursos adicionais de economia de energia, como o VSD e o sistema de recuperação de energia, fazem com que você economize ainda mais.

O sistema é fornecido como uma solução completa plug & play, com integração harmoniosa ao seu processo de fabricação de pneus. Confiabilidade comprovada com o menor custo operacional.

Nossos geradores de gás nitrogênio e oxigênio foram otimizados para as necessidades de uma ampla linha de indústrias e aplicações, permitindo produção flexível no local pelo menor custo possível. Conheça o portifólio de soluções.

Está convencido dos benefícios? Solicite agora a visita de um especialista e leve essa solução para a sua empresa!

Serviços Tratamento de ar e gás Indústrias Indústria automotiva Produtos Equipamento de gás medicinal Geradores de nitrogênio