Como endurecer um cinzel

Siga as orientações abaixo para determinar as etapas necessárias para fazer com que o cinzel tenha novamente um bom desempenho.

Para manter a produtividade máxima, é importante afiar os cinzéis quando a ponta do cinzel eventualmente se desgastar. Não é necessário endurecer o cinzel toda vez que você afiá-lo.

Verifique o estado do cinzel:

Se a ponta do cinzel estiver levemente desgastada, você precisará afiá-la. Nesse caso, nenhum tratamento térmico será necessário.

Se o cinzel estiver muito desgastado, poderá ser necessário remodelá-lo antes da afiação.

  • Se o cinzel estiver endurecido e a remodelagem for feita cuidadosamente, sem a indução de muito calor no cinzel, o posterior endurecimento não será necessário.
  • Se o cinzel estiver endurecido, é provável que a remodelagem irá expor o núcleo não endurecido do cinzel. Desse modo, é importante endurecer o cinzel após a remodelagem.

  • Se o cinzel estiver severamente danificado, pode ser melhor reforjá-lo, em vez de remodelá-lo.

    O endurecimento é sempre necessário após reforjar, pois o calor do processo fará com que o endurecimento desapareça. É recomendado afiar o cinzel após o endurecimento: um cinzel afiado aumentará a produtividade!


    Tratamento térmico para cinzéis

    O forjamento e outros processos devem ser sempre executados de acordo com as instruções a seguir.

    Ao reforjar cinzéis desgastados e ao forjar um cinzel no formato desejado, tenha cuidado em restringir o tratamento térmico à menor parte possível do cinzel, para evitar perda desnecessária de resistência.

    Forjamento

    Forjar um cinzel a 850-1050 °C

    Forjamento


    • Aqueça o cinzel lentamente até a temperatura especificada.
    • O forjamento final deve ser realizado no limite inferior de temperatura.
    • Deixe o cinzel resfriar em carvão seco (brisa).

    Resfriar o cinzel endurecido

    Resfriar o cinzel endurecido em um recipiente com óleo

    Endurecimento


    • Não endureça o cinzel diretamente do calor de forjamento.
    • Aqueça-o lentamente de uma temperatura baixa até 800 °C. Quanto mais lento o processo de aquecimento, melhor é o endurecimento do cinzel.
    • Resfrie o cinzel em óleo.

    Revenimento do cinzel

    Revenimento de um cinzel a 220 °C

    Revenimento


    • Revina o cinzel durante uma hora na temperatura especificada.
    • Após o endurecimento e o revenimento, o cinzel terá a dureza de 55 a 58 HRC.

    Tratamento térmico não realizado da maneira recomendada pode resultar em uma ponta de cinzel excessivamente quebradiça, que pode lascar ou rachar. Um tratamento térmico incorreto pode também diminuir a dureza do cinzel, levando a um rápido desgaste ou deformação da ponta do cinzel.

    Saiba mais sobre nossas ferramentas de percussão aqui