Nossas soluções
Atlas Copco Rental
Solutions
Frota para locação
Atlas Copco Rental
Acessórios
Frota para locação
Frota para locação
Compressores de ar isentos de óleo
Frota para locação
Compressores de ar isentos de óleo
Compressores de ar isentos de óleo
Compressores de ar lubrificados
Frota para locação
Compressores de ar lubrificados
Compressores de ar lubrificados
Geradores de Nitrogênio
Frota para locação
Geradores de Nitrogênio
Indústrias atendidas
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Atlas Copco Rental
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Por que optar pelo aluguel de equipamento?
Compressores
Solutions
Produtos
Compressores
equipamentos de ar e gás de processo
Linha de soluções de tratamento de condensados industriais
Produtos
Linha de soluções de tratamento de condensados industriais
Linha de soluções de tratamento de condensados industriais
Linha de soluções de tratamento de condensados industriais
Linha de soluções de tratamento de condensados industriais
Manutenção e peças
Compressores
Maximização da eficiência
Manutenção e peças
Maximização da eficiência
Maximização da eficiência
Maximização da eficiência
Peças do compressor de ar
Manutenção e peças
Peças do compressor de ar
Peças do compressor de ar
Peças do compressor de ar
Peças do compressor de ar
Plano de manutenção
Serviços globais de pós-venda para as turbomáquinas
Manutenção e peças
Ferramentas e Soluções Industriais
Solutions
Ferramentas e Soluções Industriais
Ferramentas e Soluções Industriais
Soluções de vácuo

Como corrigir as falhas mais comuns em juntas de rebite

Neste artigo você irá aprender quais são as falhas mais comuns que podem ocorrer em juntas de rebite e o passo a passo para corrigi-las.

8 de Março de 2019

Diferentes tipos de falhas podem ocorrer na junta do rebite. A maioria delas pode derivar do uso do tamanho incorreto do rebite ou como consequência do preparo errado do furo. Clique aqui para saber mais sobre como selecionar o tamanho correto do rebite. Aqui estão as falhas mais comuns:


1.marks in head of structure close to head.





Marcas na cabeça ou estrutura perto da cabeça
Os possíveis motivos são forças de avanço muito baixas, a pistola saltou ou a pistola não estava a 90 graus em relação à estrutura.

Shank is not in the center of bucked head





A haste não está no centro do cabeçote do estampo. Cabeça inclinada.

O contraestampo não estava a 90 graus em relação à estrutura durante todo o processo. Provavelmente um tipo de contraestampo errado foi usado.

3.concentric rings in head or on structure around head





Anéis concêntricos na cabeça ou na estrutura em torno da cabeça.

Os possíveis motivos são furo muito pequeno na ferramentaria se os anéis surgem na cabeça ou muito grande se na estrutura.

number 4



Trincas de formas diferentes.

O critério aqui é detectar o tipo, a localização e a extensão das rachaduras. Tipos abertos estão geralmente relacionados a tratamento térmico inadequado. Para os tipos fechados, o local e a extensão são mais importantes. Desde que não se cruzem, normalmente não há problema. Um motivo para trincas pode também ser que o processo de rebitagem é muito longo.

5.swelled rivets that open the structure



Rebites inchados que abrem a estrutura.

Normalmente, isso é causado durante a preparação do furo, onde alguns cavacos se moveram entre as chapas. É preciso remover o rebite e limpar a área da junta. Em alguns casos, um pequeno vão é aceito, mas nunca em tanques ou fuselagens de pressão.

6.open head or gapped head



Cabeça aberta.

O motivo possível é que a força de avanço não foi aplicada corretamente, com forças de avanço muito altas do lado do contraestampo ou muito baixas do lado do martelo de rebitagem. É aceitável na maioria dos casos, mas não em seções integrais de tanques ou em fuselagens de pressão.

Flush type rivets



Cabeça aberta em rebites do tipo reto.

Isso pode depender de um escareamento com defeito. Isso pode ser ajustado usando o próximo tamanho de rebite (se possível) e repetindo o escareamento. Se a cabeça estiver muito distante, será necessário algum tipo de nivelamento do rebite.

Remoção do rebite

Ao identificar uma das falhas descritas acima, para a maioria das situações, é possível remover o rebite em questão, sem quaisquer resultados dispendiosos. O procedimento comum para remover o rebite é:

Removing the rivet

Nº 1. A perfuração para remover um rebite sólido deve ser feita pelo lado da cabeça. Selecione uma broca de tamanho menor do que o rebite. Faça uma pequena marca no centro da cabeça. Certifique-se de que a broca esteja firmemente em linha com o rebite. Inicie a perfuração em baixa velocidade pressionando gentilmente o gatilho. Isto torna muito mais fácil controlar a furadeira e o risco de escorregamento é reduzido.

Nº 2. Perfure toda a cabeça até a haste, de modo que um mínimo de material seja deixado entre o eixo e a cabeça.

Nº 3. Use um punção de pino que se encaixa no furo e tire-o da haste. Um cinzel pequeno pode também ser usado, mas deve-se ter muito cuidado para não danificar a pele.

Nº 4. Para remover o rebite, use um punção de pino com um martelo leve e bata algumas vezes. Colete o rebite em algum tipo de copo. Se você seguir atentamente este procedimento, o furo não deverá ser danificado, e um novo rebite pode ser usado no furo.

Informações relacionadas